Estudante da EE General Malan representa Mato Grosso do Sul como “jovem senadora”

Campo Grande (MS) – O Senado divulgou o resultado do 10º Concurso de Redação do Senado Federal com o tema “Brasil plural: para falar de intolerância”. Os 27 estudantes selecionados, um de cada unidade da Federação, atuarão como jovens senadores em Brasília, de 27/11 a 2/12. A cerimônia de posse será no dia 28 de novembro, no Plenário do Senado Federal. A legislatura tem início com a posse dos jovens senadores e a eleição da Mesa Jovem e se encerra com a aprovação dos projetos e a consequente publicação no Diário do Senado Federal.

Nesta edição, foram apresentadas ao projeto 153.955 redações em todo o Brasil, um aumento de 35% em comparação com a Edição de 2016. Amanda da Silva Duarte, da Escola Estadual General Malan, de Campo Grande, representará Mato Grosso do Sul no Senado. “Não criei muitas expectativas em relação ao resultado oficial, pois a dimensão do projeto era enorme, mas quando soube que havia sido contemplada, foi inacreditável. Pretendo ser professora de Matemática, um sonho de infância, e projetos como esse, que incentivam os alunos a darem o seu melhor, me fascinam”, destacou a estudante.

Para escrever o texto, Amanda contou com o apoio da professora de redação Jane Laura Cruz de Mello do Prado, parceira fundamental neste processo. “O primeiro desafio foi passar pela seletiva escolar, e essa já foi uma grande vitória. Quando iniciei o ensino médio, mal sabia estruturar uma redação e foi um presente da vida a presença da professora Jane docente dessa disciplina. Esse concurso reforçou em mim a certeza de que a educação sempre será a melhor parte e que o esforço nos estudos nunca será desperdiçado”, completou a estudante.

O primeiro lugar no Concurso de Redação ficou com Bruna Neri Cardoso Brandão, do Colégio Militar Dom Pedro II, de Brasília, Distrito Federal, com a redação “Intolerância: barreira para a igualdade de gênero”. Venceu em segundo lugar o estudante Silmark de Araújo Alencar, da cidade de Dom Pedro, no Maranhão, do Centro de Ensino Ana Isabel Tavares, com a redação “Brasil: intolerância miscigenada”. O terceiro lugar na etapa nacional ficou com a estudante Raissa de Souza Reis, da Escola Estadual Ernesto Pena Fort, de Manaus, Amazonas, com a redação “Brasil: superar a intolerância para seguir em frente”.

Leia aqui a redação da Amanda.

A lista dos 27 jovens senadores vencedores está disponível no site www.senado.leg.br/jovemsenador.