Estudantes da EE Lucia Martins Coelho desenvolvem boné para auxiliar na locomoção de cegos

Campo Grande (MS) – Quando se fala em robótica, logo pensamos em um ambiente mais frio, dominado pela tecnologia. Mas, em meio a parafusos e computadores existem seres humanos engajados, que buscam na ciência uma forma de melhorar a vida das pessoas. É assim na Eletiva de Robótica da Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral – Escola da Autoria Lucia Martins Coelho, localizada no Jardim dos Estados, Campo Grande. “Vejo a escola tomando forma em seu aspecto mais profundo, que é o fazer acontecer, com alunos são verdadeiramente autores e professores norteadores da busca por conhecimento”, explica a diretora Deborah Dal Moro.

Um grupo de dez estudantes, orientados pelos professores de Física Lauro da Rosa Junior e André Ximenes de Melo Junior, está trabalhando desde o início do ano letivo no “Ultra-Cap”, protótipo de um boné para auxiliar na locomoção de cegos e deficientes visuais. “Primeiro, os estudantes fizeram um boné mais rústico, com as peças costuradas, mas que foi melhorando até chegar à segunda versão, que agora passa por uma fase de testes e ajustes, mas que pode ser conectado a qualquer boné que o usuário tenha o costume de usar”, informa o professor Lauro.

Modelo atual do ultra-cap

O projeto tem proporcionado aos participantes a familiarização com componentes eletrônicos, dando os primeiros passos em direção a automação de projetos microprocessados, mas o principal fator motivador para toda a equipe envolvida é a possibilidade de aplicação social do equipamento. “É muito bom fazer parte disso, primeiro porque quero seguir carreira na Engenharia da Computação e também porque nossa escola está próxima a um centro de atendimento a cegos e pessoas com deficiencia visual e, sempre que eu posso, ajudo na locomoção deles e este boné serviria para isso, daria mais independência e autonomia para eles”, descreve Matheus Mendonça Neto, estudante do 3º ano do ensino médio.

O projeto, que começou com foco nas teorias de Matemática, Física, e Programação para envolver os estudantes na aplicação dos conceitos estudados em sala de aula, acabou se tornando maior, saindo do campo do estudo para o campo da aplicação. “Vejo jovens preocupados com a sociedade, procurando auxiliar na qualidade de vida do seu próximo, atento às suas necessidades. Sinto a escola fazendo seu papel da maneira como acredito a educação, fazendo a diferença. E saber que talvez um dia esse boné possa ser colocado em funcionamento me realiza enquanto gestora, mas acima de tudo como pessoa”, destaca Déborah.

Apresentação do ultra-cap em Feira de Ciência e Tecnologia.

O equipamento baseia-se na reflexão de ondas de ultrassom. Como a velocidade do som no ar é constante, e sabendo o tempo de emissão e recepção da onda, o sinal é enviado para o microprocessador arduino, que calcula a distância do aparelho em relação ao objeto à frente. Essa distância é usada para emitir um aviso sonoro ou vibracional para a aba do boné, por meio da programação elaborada pelos estudantes sob orientação dos professores. Enquanto a bengala limita a identificação de obstáculos no chão, o boné tem um alcance maior. O Boné Ultra-Cap já foi testado não só pela equipe, mas também por cegos e deficientes visuais.

O Boné Ultra-Cap é formado por um microcontrolador, baterias, placas reguladoras de carga e motores de resposta tátil e tem como principal componetente um sensor ultrassônico que permite fazer leituras de distâncias entre 2 centímetros a 4 metros, com precisão de três milímetros.  O sensor, ao receber os sinais ultrassônicos e com base entre o tempo de emissão e recepção, calcula a distância entre o sensor e o objeto detectado.

Disciplinas eletivas

As disciplinas eletivas são temáticas, propostas pelos professores e/ou estudantes e oferecidas semestralmente. Com elas, é possível que o estudante aprofunde os conceitos ao longo do ensino médio, diversificando e ampliando o seu repertório de conhecimentos, descobrindo o prazer de saber mais, sempre numa perspectiva ampla, considerando as diversas áreas da produção humana.

A EE Lucia Martins Coelho, além de Robótica, trabalhou com as eletivas A Droga do Amor, A Química Irresistível da Arte, A Vida é um Teatro, Customix, Jogo do Conhecimento, Laboratório Alternativo e Viagem ao Corpo Humano.