Semana Acadêmica da EE Ramona da Silva Pedroso aborda os desafios do Agronegócio

Campo Grande (MS) – “Os desafios do Agronegócio: gestão aliada à sustentabilidade” foram abordados nas discussões e palestras da 1ª Semana Acadêmica do Curso Técnico em Agronegócios (Seagro) da Escola Estadual Ramona da Silva Pedroso, realizada nos dias 7, 8 e 9 de junho no Anfiteatro Celso Müller do Amaral, em Dourados, para proporcionar o entendimento dos estudantes sobre a gestão, sem deixar de lado a preocupação com o meio ambiente, identificando dificuldades pontuadas pelas empresas durante os processos de produção

Segundo a coordenadora do curso técnico em Agronegócios da escola, Caroline Libonato Gordin, a demanda do mercado de trabalho está ligada à procura de profissionais cada vez mais capacitados e atualizados. “Existe a busca constante por conhecimento e a partir dessa perspectiva nós criamos a semana acadêmica, com vistas a auxiliar os alunos a adquirir esse conhecimento, o qual está além daqueles acumulados no dia a dia, em sala. Desse modo, proporcionamos o contato com profissionais que atuam no mercado de trabalho para que os nossos alunos pudessem trocar informações, refletir sobre novos temas e atomizar tanto o conhecimento profissional como o pessoal”, explicou.

Grupo envolvido nas discussões sobre o agronegócio

Os debates começaram com o engenheiro agrônomo Ricardo Hilman, auditor fiscal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a médica veterinária Francieli Sordi Montagna. Para Hilman, o evento possibilitou ao Mapa divulgar seu papel na sociedade e discutir assuntos que são de interesse coletivo. “Pudemos expandir o tema para estudantes e professores, considerando que por vezes o assunto não é discutido nos meios acadêmicos, sendo de suma importância a sua realização”, afirmou.

“Fiquei muito impressionado com a fala do auditor fiscal do Mapa, pois ela sanou minhas dúvidas sobre alguns aspectos importantes para o controle fitossanitário e os procedimentos à exportação de produtos in natura”, disse o estudante Lucas da Silva Rocha.   

Francieli abordou a importância do tema proposto para 1ª Seagro e destacou os desafios de hoje, sobretudo na produção sustentável. “É notável o interesse desses jovens no tema e, como a maioria está saindo agora para o mercado de trabalho, a participação deles em eventos é muito importante para a formação de profissionais bem preparados e informados sobre os diversos assuntos discutidos no evento”, destacou.

E evento contou ainda com palestras da engenheira Amanda Matos, superintendente do CREA; da doutora Vanderléia Schoeninger, agrônoma, professora e pesquisadora da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD); da doutora Carla Heloísa de Faria, zootecnista, da UFGD; e da engenheira agrônoma, doutora, Jackeline Matos do Nascimento, professora do Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran).