Trabalhos de escolas estaduais se destacam em Feira de Ciências e Tecnologia

Campo Grande (MS) – Entre os dias 24 e 26 de setembro, o Armazém Cultural recebeu a Feira de Ciências e Tecnologia de Campo Grande (Fecintec), evento organizado pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) que, em linhas gerais, objetiva fomentar o uso da pesquisa como ferramenta motivadora do processo educacional do estudante por meio do desenvolvimento de atividades de iniciação científica nos ensinos fundamental, médio e técnico integrado de nível médio.

A Rede Estadual de Ensino teve expressiva participação este ano na Fecintec, com 40 trabalhos selecionados pertencentes às escolas estaduais José Maria Hugo Rodrigues, Polo Francisco Cândido de Rezende, Professora Fausta Garcia Bueno, Professor Henrique Ciryllo Correa, Riachuelo e Teotônio Vilela, produzidos nas áreas contempladas na Feira: Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas e Multidisciplinar.

É importante destacar a postura dos estudantes da Rede Estadual durante a Feira, compreendendo que a prioridade é a busca pelo conhecimento, sendo as premiações uma de suas consequências. São resultados que transpõem as medalhas, pois possibilitam mudança de ideais e objetivos a partir de vivências de situações de aprendizagem de maneira eficaz e motivadora.

As escolas estaduais conquistaram 13 premiações: primeiro lugar no ensino fundamental, categoria Ciências Exatas e da Terra; primeiro lugar no ensino médio, categoria Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas; primeiro lugar no ensino médio, categoria Multidisciplinar; Escola destaque; e Orientador destaque.

A Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues recebeu credencial para participar da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (Fetec/MS) e da Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia (Fenecit). O trabalho de pesquisa “síntese da fase inorgânica do osso humano funcionalizada com gálio, visando uso da medicina e odontologia” será publicado na Orbital – The Electronic Journal of Chemistry, que tem critério de avaliação qualis B do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

Esse cenário evidencia que é possível o envolvimento de todo rol disciplinar no desenvolvimento de projetos de pesquisa como estratégia pedagógica com vistas à aprendizagem. São caminhos traçados pelas escolas na tentativa de romper com o tradicionalismo, buscando superar desafios a fim de promover o interesse à aprendizagem. É um processo de construção em toda a escola, assegurada por reconhecer a necessidade da educação científica em todos os níveis de ensino. Isso não significa que estão preparados, mas que persistem avançando para além de seus próprios limites.

fecintece povo

Confira os premiados:

 

Ensino Fundamental – CBS – Ciências Biológicas e da Saúde
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Pesquisa exploratória sobre o uso de Plectranthus barbatus (boldo) 3º lugar
Ensino Fundamental – CHCSA – Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Perfil Psicoemocional de adolescentes em relação a distúrbios alimentares 2ª lugar
Ensino Fundamental – CET – Ciências Exatas e da Terra
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Bateria portátil recarregável a partir da energia eólica alternativa sustentável para a produção de energia elétrica 1º lugar
Escola Estadual Professor Henrique Ciryllo Corrêa Hidromonitor 2º lugar
Ensino Médio – CBS – Ciências Biológicas e da Saúde
Escola Estadual Teotônio Vilela Leucena – uma ameaça para a biodiversidade 2º lugar
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Os efeitos nocivos do uso excessivo de tecnologias 3º lugar
Ensino Médio – CHCSA – Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Parque linear e ecológico do Sóter situação atual e propostas de melhorias e conservação – parte II 1º lugar
Escola Estadual Professor Henrique Ciryllo Corrêa Pantanal: uma viagem educativa 2º lugar
Ensino Médio – MDIS – Multidisciplinar
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Biocombustível obtido a partir do bagaço da laranja 1º lugar
Escola Estadual Riachuelo Gerador híbrido de energia sustentável 2º lugar
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Macarrão do Cerrado 3º lugar
Medalhas
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Orientadora destaque Professora Jaqueline Gonçalves Larrea Figueredo
Credenciais
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Biocombustível obtido a partir do bagaço da laranja Credencial para FETEC – MS 2

Feira de Tecnologia, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul

Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Pasta a base de Solanum melongena (berinjela) e Molina citrifolia (Noni) para combater o colesterol Credencial para FENECIT/2016 –

Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia

Prêmios Especiais
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Síntese da fase inorgânica do osso humano funcionalizada com Gálio, visando o uso uma medicina e odontologia Publicação de Artigo na Revista Orbital
Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Escola Destaque