Gincana da EE Amélio de Carvalho Baís estimula a solidariedade e fortalece a união entre os estudantes

Campo Grande (MS) – A Escola Estadual Amélio de Carvalho Baís, do Conjunto Coophatrabalho, Campo Grande, é participante do Programa de Ensino Médio em Tempo Integral – Escola da Autoria, pautada no jovem e seu projeto de vida, fazendo do estudante o protagonista de sua aprendizagem. “Para isso, a escola investe em práticas socioeducativas interdisciplinares, que além de envolverem diferentes áreas do conhecimento, integram a comunidade escolar e tornam os dias letivos de intenso aprendizado, mas de forma humanizada”, explica o diretor Paulo Antonio Castaldeli.

Com atividades lúdicas, artísticas e científicas, a escola realizou neste último bimestre a I Gincana ABC, com o tema “Protagonismo, Solidariedade e Cidadania: Educação para Vida”, tanto no espaço da escola, quanto no Complexo Esportivo do 20º Regimento de Cavalaria Blindado. A ação estimulou a prática esportiva, o trabalho em equipe e a criatividade na solução de problemas, promovendo um momento de aprendizagem e descontração. “O tema era a solidariedade, companheirismo, protagonismo e educação para vida. Todas as provas foram realizadas com a participação da torcida para apoiar as equipes e os competidores”, destacou Lucca Maldonado Domingos, do 1º ano A.

Os competidores começaram tímidos, mas aos poucos foram se soltando, se unindo e se envolvendo cada vez mais nas atividades propostas. “A equipe laranja estava meio desanimada, mas todo mundo foi vendo que juntos somos mais fortes e acabamos ganhando algumas provas em primeiro lugar”, contou Gabrielly Victória Bueno dos Santos, do 1º ano F. “Achei que a turma deu o seu melhor e pude conhecer qualidade de algumas pessoas que nunca imaginei, foi até engraçado porque acabamos reparando em coisas que, por algum motivo, nunca notamos. Todos esqueceram suas diferenças e simplesmente se divertiram”, completou a estudante.

Os estudantes participaram das provas “Orientação” e “Caça ao Tesouro”, brincadeiras em grupo, com tempo limite para conclusão e que tinham como objetivo encontrar pistas ou códigos. “No começo, achei estranho ensinar solidariedade e companheirismo em uma competição entre as turmas, mas fiquei surpreso quando vi todo mundo se ajudando e pude perceber, prova a prova, mais exemplos destes valores entre os competidores e as torcidas”, afirmou Paulo Henrique Barcellos, do 1º ano B. “A gincana foi legal, trabalhou com a solidariedade e o trabalho em equipe, além de ser um dia para o pessoal se distrair das matérias, provas e atividades. No fim, apesar de só uma sala ganhar, todo mundo se divertiu”, comentou Maria Luiza Paranhos Baltuilhe, do 1º A.  

O resultado da gincana foi muito positivo, pois fortaleceu a união dos estudantes e o sentimento de pertencimento à escola, um dos objetivos da Escola da Autoria. “A gincana nos deixou muitas lições e mesmo sem ganhar estamos felizes por passarmos tudo isso juntos, foram muitas emoções que nos deixaram com gostinho de quero mais, dias incríveis que nos tiraram da rotina de estudar, estudar, estudar e nos levaram para uma grande prova divertida de união, solidariedade e competitividade”, finalizou Ketelyn Santos Pereira, do 2º ano A.

Entres outras atividades, a gincana contou com gritos de guerra das equipes, vôlei, corrida de revezamento e três pés, cabo de guerra, procurando tênis, desafios de arte em tela e desenho, caça ao tesouro da Física e corrente humana. Com apoio dos acadêmicos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), os estudantes apresentaram peças de teatro, show de talentos e flash mob, além de competirem em uma animada batalha de raps.