Educação Profissional prepara o estudante para o mundo do trabalho

Campo Grande (MS) – O mercado de trabalho tem exigido, cada vez mais, mão de obra especializada para atuar em diferentes áreas e em Mato Grosso do Sul não é diferente. A Secretaria de Estado de Educação (SED) oferece à população formação profissional nas escolas e centros de educação profissional, mediante proposta pedagógica exclusiva para a oferta de cursos técnicos, nas formas concomitante, subsequente e integrado ao ensino médio.

Nos cursos integrados ao ensino médio, o estudante realiza sua matrícula na Rede Estadual de Ensino, em uma única escola, e recebe a formação básica e profissional, organizada em um currículo integrado, que pode ser desenvolvido em tempo parcial ou integral, com duração de três anos. Na conclusão do ensino médio integrado, o estudante recebe o diploma de técnico na área profissional cursada e o histórico escolar, podendo assim seguir para o mercado de trabalho e o ensino superior. Em 2017, a SED atendeu nesta modalidade 14 municípios, em 27 escolas e 91 turmas.

Curso de Cozinha

Com cursos técnicos que têm duração média de 18 meses e cursos de qualificação de 4 meses, a educação profissional prepara o estudante para inserção no mundo do trabalho e contribui para a elevação da escolaridade da população, integrando educação, trabalho, ciência e tecnologia. “Queremos garantir o desenvolvimento do Estado, uma formação de qualidade e a diminuição da desigualdade social da população”, afirma o coordenador de Políticas para a Educação Profissional da SED, Davi Oliveira dos Santos.

Atualmente, seis Centros Estaduais de Educação Profissional estão em funcionamento, sendo dois em Campo Grande e um em Dourados, Naviraí, Aquidauana e Camapuã. Recém-inaugurado, o Centro de Chapadão do Sul está previsto para iniciar as atividades em 2018. Na Capital, o Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima (Cepef) tem transformado vidas, como a da Evelyn Ximenes, do curso técnico em Enfermagem. “O Cepef tem participação no meu sonho, eu sempre quis ajudar as pessoas e desde pequena quero ser enfermeira. Aqui tenho a oportunidade, inclusive nas aulas práticas, de aprender a cuidar das pessoas e não das doenças”, explica a estudante.

Evelyn e a colega Raphaela

Parcerias

Em 2017, ao aderir ao Programa do Governo Federal MedioTec, a SED passou a atender 2.187 estudantes de 37 municípios, em 55 escolas e 4 Centros de Educação Profissional, nos cursos de Açúcar e Álcool, Administração, Agenciamento de Viagem, Agronegócio, Agropecuária, Celulose e Papel, Cozinha, Eletroeletrônica, Eletrotécnica, Enfermagem, Eventos, Hospedagem, Informática, Informática Para Internet, Logística, Manutenção e Suporte em Informática, Qualidade, Química, Redes de Computadores e Restaurante e Bar.

A SED ofertou este ano 1.900 nos cursos de auxiliar de Saúde Bucal, e técnicos em Administração, Agronegócio, Agropecuária, Alimentação Escolar, Comunicação Visual, Cozinha, Eletrotécnica, Informática, Infraestrutura Escolar, Logística, Manutenção e Suporte em Informática, Multimeios Didáticos, Qualidade, Química, Restaurante e Bar e Secretaria Escolar, por meio do Pronatec Subsequente, programa do Governo Federal que busca ampliar as oportunidades educacionais e de formação profissional qualificada aos jovens.

Fotos: Cid Nogueira